Paul Di’Anno diz que Iron Maiden estava certo ao demiti-lo
26/02/2020 12:47 em Notícias

Paul Di’Anno, vocalista da formação inicial do Iron Maiden não culpa a banda por demiti-lo após gravar os dois primeiros discos, o trabalho de estreia homônimo e Killers.

Dispensado do grupo no final de 1981 por seu estilo de vida que o deixava mergulhado em drogas pesadas, foi substituído por Bruce Dickinson, viu os caras seguirem um novo caminho e tocou a vida liderando outros projetos, como Killers e Battlezone, além de sua carreira solo.

“A banda era o bebê de Steve [Harris], mas eu gostaria de poder ter seguido e contribuído por mais tempo. Ter de sair me desapontou. No final, eu não podia mais dar 100% ao Maiden, então, não era justo com a banda, com os fãs e nem comigo mesmo”, disse o músico numa entrevista à Metal Hammer.

Di’Anno comentou que tem muito carinho pelo trabalho feito nos primórdios do Iron Maiden. “Os dois álbuns que fiz com a banda foram fundamentais para o gênero metal… quando conheci o Metallica, Pantera e Sepultura e eles me disseram que esses álbuns eram o que os levaram à música, isso me deixou incrivelmente orgulhoso”, revelou.

Enfrentando severos problemas de saúde há algum tempo, Paul Di’Anno anunciou recentemente que fará seu último show ao vivo ainda este ano no festival Beermageddon, no Reino Unido.

Crédito da imagem: Futuro
Fonte: Metal Hammer
Redação RocKMetal

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!