Menu

      Bandas Independentes Da Programação  

Estilo: Thrashcore Lançamento Brasil: 10/11/2014 Vinte anos de estrada, quatro álbuns de estúdio, um álbum ao vivo e duas turnês européias. Esses números seriam suficientes para creditarmos ao Uganga o título de uma das bandas de thrashcore mais importantes do país. Mas não são por causa de números ou adjetivos que o Uganga está na estrada. A única coisa que importa para esses mineiros é a música. Manu, Christian, Thiago, Raphael e Marco encaram o Uganga como uma família. Não a toa eles mantêm a mesma formação por mais de 10 anos. Entre acontecimentos bons ou ruins, a banda segue íntegra e agora apresentam seu novo álbum de estúdio: “Opressor”. Integridade artística, técnica, profissional, pessoal e espiritual. “Opressor” é o Uganga em sua maioridade musical. Reflexo de experiência vivida, erros e acertos, sonhos e desilusões. Com “Opressor”, o Uganga é tão sincero quanto o amor e o ódio. E a escolha é sua! “Opressor” foi gravado no estúdio Rocklab em Goiânia/GO e produzido por Gustavo Vazquez, que entendeu como ninguém o espírito e proposta do Uganga: misturar thrash metal com hardcore independentemente de quaisquer amarras estilísticas, filosóficas ou conceituais. "Já faz algum tempo que temos produzido nossos discos com profissionais experientes”, conta o vocalista Manu Joker. “Para Opressor escolhemos o Gustavo Vasquez, que além de conhecer tudo em termos de timbres, captação e mixagem, nos deu excelentes ideias de arranjos. Conseguimos captar o som da banda ao vivo sem todas essas digitalizações e maquiagens que podemos ouvir em várias produções atuais. Buscamos algo mais analógico e cru. Acho que a banda deu vários passos à frente com esse disco”. “Guerra” abre o álbum com a urgência inerente à música do Uganga. “O Campo” foi inspirada na visita que a banda fez aos campos de concentração em Auschwitz, na Polônia, durante sua primeira turnê européia em 2010. A intensidade prevalece na faixa título – que traz inspiração nas bandas pesadas dos anos 90 –, enquanto que “Moleque de Pedra” traz o hardcore à tona, destacando a participação de Juarez Tibanha (Scourge, ex-Cirrhosis). “Casa” é o arquétipo do thrashcore feito pelo Uganga, já “Modus Vivendi” foi criada numa jam com todo o grupo reunido e novamente traz muito da sonoridade característica do rock/metal feito nos anos 90. “Nas Entranhas do Sol” fala sobre experiências extrassensoriais com uma letra de uma ambiguidade sem igual, sinistra e devocional. Ao se basear pelo riff inicial, “Aos Pés da Grande Árvore” poderia estar em “Rotting” do Sarcófago, mas ao entrar os marcantes coros fica claro que essa ideia não ultrapassa as referências subconscientes ao passado de Manu Joker. O disco fecha com o experimentalismo de “Guerreiro”, cuja letra é basicamente um poema musicado e de conteúdo muito significativo. “Opressor” ainda reúne uma versão para "Who Are The True?" do Vulcano que, de acordo com Joker, conecta-se diretamente com o universo do Uganga. "A música tem a ver com a nossa pegada que mistura o old school com o groove dos anos 90, e tem uma letra bem legal. O metal sempre teve uns coxinhas de nariz em pé julgando todo mundo em nome do que é certo ou errado. Acho isso um grande papo furado!” "Who Are The True?" ainda conta com as participações especiais de Murillo Leite do Genocídio e de Ralf Klein, guitarrista da veterana banda alemã Macbeth. Assim como nos discos anteriores do Uganga, o título “Opressor” surgiu antes de qualquer música estar pronta e norteou todo o conteúdo do álbum. "O título é uma observação do mundo contemporâneo", explica em tom urgente o vocalista. "Não estamos tratando apenas de política, guerras, ou seja o que for. A abordagem é ampla. Em meu ponto de vista, o ser humano está degradado, tornando-se mais fútil a cada dia. Eu, você, nós estamos todos no mesmo barco. As milhares de formas de opressão, drogas, vício, ego, corrupção, violência, fome, as falsas verdades que não param de cair por terra, toda essa merda serviu de inspiração. Gosto de buscar algo positivo em tudo que escrevo, mesmo nos temas mais obscuros, e com certeza esse álbum tem temas bem pesados." Assinada por Beto Andrade, a capa de "Opressor" sintetiza as letras e título do álbum. "A capa representa uma entidade imaginária, o Opressor", explica Manu. "Podemos defini-lo como um espelho das nossas fraquezas, alimentado pelos vícios e atrasos do ser humano. Na figura, alguns desses elementos são mostrados como ganância, drogas, guerras, sexo, etc." A banda filmou dois videoclipes para “Opressor”: “Guerra” e “Casa”. Ambos foram dirigidos por Eddie Shumway e trazem imagens filmadas na Polônia, Eslovênia, Hungria, Suíça, França, Áustria e Itália durante a segunda turnê européia realizada pelo Uganga em 2013. “Opressor” foi lançado em CD e LP no Brasil pela Sapólio Rádio - mesma gravadora que lançou “Eurocaos Ao Vivo” em 2013 – com distribuição da Voice Music e Hellion Records. "Opressor" foi eleito "Melhor Álbum Nacional de Rock de 2014" pelos leitores do Heavynroll. Em resenhas publicadas, "Opressor" tem recebido declarações como: "Bombástico" (Roadie Crew); "Avassalador" (Musikkaos); "Elite do Thrashcore nacional" (Som Extremo); "Merece estar cada vez mais no topo do metal nacional" (Mondo Metal); "Melhor trabalho não somente da banda, mas do gênero no Brasil" (Outro Indie). Em Abril de 2015 o Uganga estreou nova formação no show de abertura para o Coroner no Clash em São Paulo. A banda passou a ter três guitarristas com a entrada de Maurício "Murcego" Pergentino. Essa formação tem sido bem recebida nos shows desde então. O ano de 2016 começou com um explosivo show ao lado do Exodus em Curitiba, apresentações com o Terrordome e o anuncio do lançamento europeu de “Opressor” (pela Defense Records da Polônia). O Uganga ainda prepara-se para o lançamento de um DVD que celebra os 20 anos de carreira e em breve entra em estúdio para registrar material novo. FORMATO: CD Digipack e LP TRACKLIST: 1- Guerra 2- O Campo 3- Veredas 4- Opressor 5- Moleque de Pedra 6- Casa 7- L.F.T. 8- Modus Vivendi 9- Nas Entranhas do Sol 10- Aos Pés da Grande Árvore 11- Noite 12- Who Are The True? 13- Guerreiro FORMAÇÃO: Manu “Joker” (vocal) Christian Franco (guitarra) Thiago Soraggi (guitarra) Maurício "Murcego" Pergentino (guitarra) Raphael “Ras” Franco (baixo e vocal) Marco Henriques (bateria e vocal) DISCOGRAFIA: Atitude Lótus (2003) Na Trilha do Homem de Bem (2006) Vol.3: Caos Carma Conceito (2009) Eurocaos Ao Vivo (2013) Opressor (2014) ENDEREÇOS OFICIAIS NA INTERNET: www.uganga.com.br www.twitter.com/uganga www.youtube.com/ugangamg www.facebook.com/ugangaband GRAVADORA DISTRIBUIÇÃO MERCHANDISE AUDIOVISUAL MANAGEMENT, SHOWS E IMPRENSA: Eliton Tomasi (Som do Darma): eliton@somdodarma.com.br / (15) 3211-1621

Estilo: Heavy Prog Lançamento Europa: Setembro 2015 Alguns países como Austrália, Alemanha e Canadá sempre tiveram grande importância no cenário mundial do rock e heavy metal. Revelaram alguns dos maiores nomes de todos os tempos como AC/DC, Scorpions, Rush e assim o fazem até os dias de hoje. Mas, convenhamos, nada se compara quando Inglaterra e Estados Unidos entram na jogada! Se o Tio Sam tinha Elvis, a Rainha respondia com Beatles. Durante décadas a "briga" foi acirrada. Para cada Boby Dylan ou Jimi Hendrix, nascia um Syd Barrett ou David Bowie. Se dizem que no Brasil já se nasce sabendo jogar futebol, cidadãos ingleses e norteamericanos nascem com uma guitarra nas mãos. Fato! Este é o caso dos três integrantes da banda norte-americana Sunrunner. Descendendo diretamente da melhor tradição do rock pesado americano, David Joy (vocal/baixo), Joe Martignetti (guitarra) e Ted MacInnes (bateria) também são grandes apreciadores da nobre linhagem britânica de bandas de rock. Essa soma de sotaques e referencias musicais faz diferença quando esse power trio começa a tocar! É como se Yes, Sabbath e Maiden se unissem para se apresentar no Big Easy Festival em Nova Orleans. Rock progressivo clássico e heavy metal tradicional com referências de jazz e world music: esse é o universo musical multifacetado do Sunrunner. Formado em 2008 na cidade de Portland, estado do Meine, o Sunrunner estreou com "Eyes Of The Master" em 2011, um trabalho de rock progressivo com inclinação metaleira. Mas desde o segundo disco, "Time In Stone" (2013) que o grupo vem solidificando-se como uma banda de metal com influências de rock progressivo. De acordo com o guitarrista e membro fundador Joe Martignetti, classificar a música do Sunrunner como prog metal seria um erro, já que eles não têm qualquer semelhança com as principais referencias do gênero como Dream Theater, Symphony X ou Fates Warning. “A maioria das bandas de prog metal são baseadas em técnica e algumas não soam exatamente progressivas”, declara o guitarrista. “São bandas de metal técnicas e bem polidas. O que é ótimo, não me entenda mal. Mas o rock progressivo não se resume a técnica e matemática rítmica. Veja o Pink Floyd! Eles são progressivos porque fazem um som extremamente diversificado e difícil de rotular. É disso que gosto no progressivo: a habilidade de explorar diferentes gêneros e texturas. Alguns nos chamam de Heavy Prog e acho que esse rótulo está OK, uma vez que nos diferencia das bandas prog metal. Não é que não gostemos de tocar de forma técnica, muitas de nossas músicas são 5/8 ou 11/8, muitas 3’s e 6’s, gostamos da precisão, mas preferimos soar soltos”. O terceiro e mais novo álbum, "Heliodromus" é o deferimento do termo Heavy Prog ao Sunrunner. Lançado originalmente na Europa pela Minotauro Records da Itália, o disco foi gravado no Acadia Recording em Portland com Todd Hutchisen como engenheiro de som. De acordo com Joe, a produção de "Heliodromus" promoveu um verdadeiro casamento entre o analógico com o digital e o ao vivo com a captação em sala de gravação. “Gravamos bateria, guitarra e baixo ao vivo em fita de rolo. Depois transferimos o material analógico para o digital e então gravamos os vocais, solos, instrumentos extras, overdubs e mixamos. Feito isso nós voltamos tudo para o analógico e a masterização foi feita em fita”. Além da produção singular, outra particularidade de "Heliodromus" são os arranjos de flautas, violino, guitarra braguesa e percussão que, no caso do Sunrunner, não soam pomposos ou pretensiosos e acrescentam um charme todo especial ao trabalho. “Acredito que o resultado equilibrado nos arranjos se dá pelo fato de gostarmos muito do rock e metal mais cruzão”, revela Joe. “Muitos instrumentos extras fazem você perder essa crueza e o resultado fica pomposo demais. Eu gosto da pompa, daquela coisa bem artística, mas só um pouco. Como então você faz um álbum que é cru, mas não muito cru; pomposo, mas não muito pomposo? A resposta é... Eu não sei! Nós provavelmente estaremos sempre experimentando entre o que é demais e o que não é suficiente”. Em termos de letras, "Heliodromus" explora os mistérios do mitraísmo, religião pagã nascida na época helenística, no Mediterrâneo Oriental, e que tornou-se grande concorrente do cristianismo. Mote perfeito para o Sunrunner realizar uma viagem sonora ao redor do cosmo. “Durante a composição do álbum acabamos nos envolvendo com manuscritos de antigas religiões pagãs e encontramos a palavra “Heliodromus” que significava justamente “corredor do sol” (‘sun runner’ em inglês) ou “aquele que te leva para uma jornada pelo universo”. Quando tivemos a ideia do nome Sunrunner em 2008 não sabíamos que era algo que já existia, ainda mais conectado com uma religião pré-romana. De forma subconsciente o mitraísmo chegou até nós e nos pareceu razoável aprender mais e escrever sobre isso”. O Sunrunner vem se apresentando por toda costa leste norte-americana para promover "Heliodromus" e agora pretende evadir as fronteiras e chegar até a Europa e América do Sul. Famoso pela calorosa recepção, o Brasil será o primeiro na lista do trio. O Sunrunner desembarca no país em Agosto para realizar quatro shows. “Sabemos que as pessoas ai são fanáticas por música”, diz Joe, eufórico. “Eu coleciono uma grande quantidade de registros de minhas bandas favoritas e quando qualquer material é registrado ai no Brasil, você pode ver o amor e a paixão verdadeira nos olhos dos fãs. Estamos tão gratos por poder fazer essa turnê e esperamos poder voltar a cada novo álbum! Eu mal posso esperar para conversar com as pessoas ai no Brasil. Estamos muito animados! A Europa será o próximo da lista. Embora nós estejamos planejando gravar um novo disco antes de cruzar o oceano. Então acredito que o Brasil será a última etapa de shows para 'Heliodromus'. Em seguida, estaremos de volta ao estúdio pois já temos uma tonelada de material escrito. E então iremos pra Europa e depois voltaremos ao Brasil!”. ? FORMATO: CD TRACKLIST: 1- Dies Natalis Soli Invicti 2- Keepers of the Rite 3- Corax 4- The Horizon Speaks 5- Star Messenger 6- The Plummet 7- Technology’s Luster 8- Passage 9- Heliodromus FORMAÇÃO: David Joy (vocal/baixo) Joe Martignetti (guitarra e vocal) Ted MacInnes (bateria e vocal) DISCOGRAFIA: Eyes Of The Master (2011) Time In Stone (2013) Heliodromus (2015) ENDEREÇOS OFICIAIS NA INTERNET: www.sunrunnermusic.com www.facebook.com/sunrunnermusic www.youtube.com/sunrunnermusic www.soundcloud.com/sunrunner-music SHOWS E IMPRENSA (BRASIL): Eliton Tomasi (Som do Darma): eliton@somdodarma.com.br / (15) 3211-1621

Estilo: Heavy Metal Lançamento Brasil:  Agosto/2014 Cezar Girardi e Gustavo Scaranelo são dois músicos profissionais bastante experientes e respeitados no cenário da música brasileira, especialmente nos campos do jazz e da música instrumental. Entretanto, nutrem outra característica em comum: a paixão pelo heavy metal. Em 1995 fundaram a Second Heaven, banda que não deixou registros e foi desativada dois anos depois. A dupla passou então a se dedicar aos estudos acadêmicos de música, o que acabou por levá-los para outros segmentos onde fizeram carreira. Mas a paixão pelo metal manteve-se pulsante durante todo esse tempo. Depois de uma conversa, decidiram reunir-se para tocar e compor heavy metal novamente. O resultado? Uma nova banda: Higher! A Higher traz enraizada algumas características singulares: é uma banda formada única e exclusivamente pela paixão dos músicos pelo heavy metal, ou seja, o trabalho é livre de qualquer pretensão comercial ou mercadológica que eventualmente pudesse interferir no aspecto artístico; essa própria experiência em outros estilos naturalmente conferiu-lhes uma musicalidade deveras original, repleta de identidade, como nunca se ouviu antes! Inconclusa será a tarefa do crítico musical que ousar rotular a banda dentro de qualquer subsegmento preexistente no heavy metal. "Quando nos reencontramos, tivemos dificuldade em compreender qual seria o resultado estético da retomada desse trabalho autoral de metal", revela o guitarrista Gustavo Scaranelo. "Havíamos assimilado muitas influências e não seria possível retomar a mesma linha anterior. Mas éramos bastante convictos do trabalho que havíamos feito quase 20 anos antes. Esse foi então nosso ponto de partida: retomar as antigas composições com uma nova roupagem, além de compor material novo. Eu estava extremamente cativado por uma forma de metal mais agressiva, apesar de completamente imerso no universo harmônico do jazz; já o Cezar, sempre teve uma predileção pelas composições melodiosas dos gêneros da música elaborada. Colocamos nossas diferenças e semelhanças numa grande soma. A Higher nasceu da nossa sincera vontade de produzir algo com o coração inspirado pelas alegrias que a música já havia nos dado. O resultado é essa mescla de agressividade e sutilezas musicais." Para completar a formação, fez-se necessário outros músicos de experiência comprovada, como é o caso do baixista Andrés Zúñiga e o baterista Pedro Rezende (que estudou com Virgil Donati na Austrália). Recentemente também recrutaram o guitarrista Felipe Martins. "Quando nos juntamos para “ressuscitar” nosso projeto de metal, considerávamos os membros do projeto anterior”, relembra Gustavo. “Mas somente eu e Cezar havíamos seguido a carreira profissional, o que resultaria numa incompatibilidade. Começamos então a mostrar a pré-produção para alguns músicos que admirávamos. O Andrés chegou dessa forma. Já havia visto o Pedro tocando metal, e, apesar de saber que ele andava se aventurando pelo jazz e pela música brasileira, quando o encontrei numa ocasião perguntei: “como andam seus dois bumbos?”, e ele me respondeu, “mais rápido que nunca!”. O resultado já se conhece. O Felipe era meu aluno na especialização de jazz da EM&T, o conheci quando ele tinha apenas 12 anos. Ele não participou das gravações, foi escalado no momento em que o disco precisava ir para o palco. Apesar da pouca idade, ele tem competência para fazer parte do time. Somos profissionais, mas ganhamos uma família.” Gravado em São Paulo no Fusão Studios com mixagem e masterização de Thiago Bianchi, o disco de estreia autointitulado chegou com a mesma expectativa de um grande nome do metal nacional, embora o Higher seja uma banda recém-formada. “Havíamos iniciado as gravações com Guilherme Gazaffi e Fernando Quesada, atuando como técnicos, em diferentes estúdios. Quando chegamos ao Fusão, rolou uma sintonia muito legal com o Thiago. Eu e Cezar já havíamos feito todo trabalho de produção, mas precisávamos de alguém para “entalhar essas formas”. O Thiago mixou e masterizou o disco, colocou nossa criação no alto e deu a ela uma incrível aparência sonora.” A capa do álbum é assinada por Carlos Fides (Evergrey, Kamelot, Narnia) e, segundo Gustavo, reflete o conteúdo das letras e do conceito ideológico dos integrantes do Higher. "Quando decidimos iniciar esse projeto, nos perguntamos: de quais ideias nossa música seria veículo? A conclusão foi instantânea: aproveitar a vida e seus desafios para tornar-se uma pessoa melhor é algo que valorizamos, e, para nós, isso talvez justifique a vida humana. Desse conceito nasceu o nome Higher: o ser humano lutando por uma condição mais elevada. A força e o vigor que o metal sempre nos transmitiu fez dele um veículo digno. Não queremos passar a ideia de que estamos nessa condição mais alta, apenas estamos nessa briga pela autotransformação. Não somos detentores de nenhuma verdade, e esperamos que as pessoas recebam nossa mensagem e nos vejam como cúmplices nessa jornada da evolução humana. O respeito é o princípio de qualquer postura madura, é possível, e necessário, discordar sem desrespeitar. Todas as letras foram escritas sob essas definições, a concepção gráfica do disco também. Não existe Higher sem esse conceito." Na imprensa, o disco de estreia do Higher coleciona declarações calorosas como: “Nove canções perfeitas” (Metal Samsara); “Surpreendente” (Reidjou); “Som único” (Galeria Musical); “Pesado e criativo, difícil de rotular” (A Música Continua A Mesma); “Indispensável” (Metal Revolution). O álbum também foi citado entre os Melhores do Ano por diversos jornalistas respeitados. Na eleição entre os leitores do site Heavynroll, Cezar Girardi foi considerado o 2º “Melhor Vocalista do Brasil” e Gustavo Scaranelo o 3º “Melhor Guitarrista”. A turnê de divulgação do álbum já passou por várias cidades, incluindo festivais de destaque como o Rock na Estação em São Carlos e o Festival de Rock de Indaiatuba. A banda também passou a ter um novo baixista com a entrada do experiente Will Costa (Ripper Owens). FORMATO: CD TRACKLIST: 1- Lie 2- Illusion 3- Keep Me High 4- Climb The Hill 5- Like The Wind 6- Break The Wall 7- Time To Change 8- Make It Worth 9- The Sign FORMAÇÃO: Cezar Girardi (vocal) Gustavo Scaranelo (guitarra) Felipe Martins (guitarra) Will Costa (baixo) Pedro Rezende (bateria) DISCOGRAFIA: Higher (2014) ENDEREÇOS OFICIAIS NA INTERNET: www.higherband.com www.facebook.com/highermetal www.twitter.com/highermetal www.soundclound.com/highermetal www.youtube.com/highermetalband INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA: Eliton Tomasi (Som do Darma): eliton@somdodarma.com.br / (15) 3211-1621

A ophicina de sonhos é uma banda de rock progressivo formada em 22 de novembro (dia da música) de 2008 seu som é uma mistura de ritmos ancestrais com rock e o metal.


Ao longo de 9 anos de existência a banda carrega com muita firmeza a bandeira da música autoral e progressiva, tocando em importantes shows e festivais dentro e fora do estado de alagoas, o power trio progressivo conta atualmente em sua formação com: Thiago Franja (Baixo,vocal e sintetizadores) Thiago Trindade (Guitarra e violão) e Théo Oliveira (bateria e percussão) músicos experientes e atuantes na cena alagoana, e que acompanham diversos artistas do estado tanto em shows como em gravações de estúdio.


em 29 de janeiro de 2018 a banda lançou o single “Caos sem fim, parte -1” de forma independente nas principais plataformas da atualidade: Deezer, Spotify, Googleplay, Itunes, aplemusic, amazon music, band camp, Soundcloud e com isso vem dispartando a curiosidade das pessoas e de webradios de rock espalhadas pelo Brasil afora, além das plataformas digitais é possível ouvir o single “Caos sem fim, parte -1” na webradio alternativa rock e na rádio rock freeday (a entrar na programação) e no canal oficial da banda no youtube é possível assistir ao webclip da música: “Caos sem fim, parte -1” que será lançado em breve.

Grinding Reaction


Banda fundada, em 2000, na cidade de Diadema, região do ABC Paulista, formado por: JM (vocal), Hugo (guitarra), Renato (baixo) e Leandro (bateria). Com esta formação foram lançados, dois registros fonográficos a demo-tape Grinding Reaction (2001) e o CD/EP Opression, Negligence, Tears and Blood(2004). Ambas as obras trazem composições próprias com temática que giram em torno de questões políticas, sociais e culturais da sociedade capitalista, descritas a partir do olhar reflexivo e crítico da banda. Musicalmente as composições mostram uma mistura moderna de hardcore (Old School e New School) com Thrash metal e Death metal.


No processo de divulgação deste trabalho, realizado de forma totalmente independente, no período 2002-2005, os destaques são: a transmissão de rádio da música "You Don't Care" no programa "A hora e a vez do Brasil”, antigo programa da 89,1 FM "Rádio Rock de São Paulo" e a reprodução das músicas "Nazi Bastards" e "Rise" no programa "Círculo de Fogo" da Viriato FM de Portugal. Também podem ser destacados os espetáculos, com as bandas Ação Direta, Social Chaos e CAD (Eslovénia) em Diadema, com a banda Betume (Alemanha), em São Paulo, e dois shows com a banda canadense Figure Four, em Minas Gerais e dois shows no Rio de Janeiro com a banda Imminent Chaos. A distribuição desses registros gerou uma série de matérias em fanzines, webzines e revistas como "Rock Brigade" e em vários locais no Brasil e em outros países, como Chile, Argentina, Peru, Ucrânia, Rússia, EUA, Bélgica e Portugal.


Em 2005, a banda sofre sua primeira mudança de formação com a saída de Hugo e a entrada de André e Gustavo nas guitarras. Gustavo permaneceu, na banda, apenas alguns meses. A equipe só estabilizou com a entrada de Dione na guitarra em 2006. Com os músicos Leandro, Renato, JM, André e Dione. O G.R., realizou concertos nos principais bares undergrounds de São Paulo como o “Manifesto” e “ Blackmore “. E iniciou um intenso processo de reestruturação das músicas antigas e uma nova fase de composição de material. No entanto, por razões específicas de alguns membros e problemas de convívio a banda Grinding Reaction, em Setembro de 2008, encerrou suas atividades de forma abrupta.

Em 2011, após o reencontro de Renato, baixista, e o guitarrista Hugo, membros fundadores, o projeto G.R. recomeça. Porém, o projeto não se desenvolve devido à instabilidade na wformação, ao longo de três anos, marcados pela busca constante de músicos que atendessem as demandas da banda. Depois de muita procura fecha-se a formação atual com: Weslley baterista, guitarrista e vocalista Ricardo, guitarrista e backing vocals Victor e o baixista Renato.


Em 2015 a banda participa do Red Sand Fest, dividindo o palco a lendária banda Ratos de Porão. No mesmo ano, o G.R. lança, seu segundo o EP "Tempo, Persistência e Fúria", que é uma revisão do EP "Opression, Negligence, Tears and Blood", que serve para comemorar seus 15 anos de existência e também indicar os novos caminhos musicai a serem seguidos pela banda. Esse EP está tendo uma grande aceitação junto ao público e a imprensa independente especializada na cena underground, rendendo shows, entrevistas e resenhas positivas.

O ano de 2017 foi um ano muito produtivo para a banda. Começou muito bem com o lançamento do nosso primeiro vídeo clip “Cultura do terror” no mês de fevereiro. Em junho lançamos o liryc vídeo da música “Sindicato do crime”. E em julho iniciamos o processo de gravação do nosso primeiro Full Disc e depois de alguns meses de trabalho duro finalizamos todo o processo, não só a gravação, mas também a mixagem e a masterização em dezembro. Esse novo material contará com 15 faixas autorais, pesadas e velozes, como o de costume, porém, trazendo mais influências de Metal a nossas composições, sem perdermos a essência Hardcore. 

Iniciamos 2018 acertando os detalhes par o lançamento desse novo material, que está previsto para fevereiro ou março deste ano.

A Sociedade Crua é uma banda autoral, formada em 2011, mas, efetivamente começa suas apresentações ao vivo em 2013 e que tem dois (02) álbuns copilados (Novembro e Pássaros de Lata), já com material para um terceiro álbum, 
tendo na sua formação: Ronaldo Araújo  (vocal/percussão/composição), Rafael Reis (guitarra/back vocal/composição), Silas Lopes (contrabaixo/back vocal/produção), Douglas Leal (bateria),
tendo como influências o rock clássico, blues, progressivo, country, pop, abordando na sua temática, uma crítica social de forma interpretativa e abstrata sob o olhar de quem faz parte de toda esta lógica da vida ...
Já se apresentou em Casas de Shows, Teatro, Escolas, Centros Culturais, Praças, Festivais e TV...
O nome Sociedade Crua, surgiu em 2008 e foi criado do pressuposto de que as pessoas estão sempre amadurecendo, criando experiências, se moldando e que toda esta condição de vida, só é definitivamente adquirida no limiar da vida. ??

Necessitando de histórico de apresentações, e outras informações, retorne o contato.
Nossos agradecimentos e aguardando contato... Sucesso para todos.

Atenciosamente,
Ronaldo Araújo (Vocalista da Sociedade Crua) 
https://www.facebook.com/SociedadeCrua/

Links de clips vídeos:
Johannes Maria Knoll - "transcended"

After 25 years of working with various international artists, Austian guitar player Johannes Maria Knoll decided to step into the front row to release his first instrumental – guitar - album titled "transcended". He is joined by two incredible musicians: Christian Eigner (Depeche Mode) on drums and Gerald Schaffhauser (House of Riddim, Lukascher...) on bass. 

Após 25 anos de trabalho com vários artistas internacionais, o guitarrista australiano Johannes Maria Knoll decidiu entrar na primeira fila para lançar seu primeiro álbum de guitarra instrumental intitulado "transcendido". Ele é acompanhado por dois incríveis músicos: Christian Eigner (Depeche Mode) na bateria e Gerald Schaffhauser (House of Riddim, Lukascher ...) no baixo.


Artist: Johannes Maria Knoll

Title: Transcended

Style: Hardrock,

Medium: CD / DL

Release: 14.10.2016

Label: House Of Riddim Productions

Distributor: SFA / Galileo Music
 



 
Cover (300dpi) :http://bit.ly/2bWXsCI

Pics (300dpi):http://bit.ly/2c3QkRj

Mail: office@jmknoll.at



A Capitán Cortez é uma banda mineira natural de Cláudio/MG que celebra o bom e velho Rock n' Roll. Desde os clássicos até o heavy metal está banda independente tráz em seu repertório o melhor da música dos anos 70, 80 e 90 além de canções autorais que evidenciam as influências de ícones do rock como Scorpions, Toto, Deep Purple, Iron Maiden, Van Halen e muitos outros grandes nomes.

Formação
Vocal: Carlos Costa no vocal
Guitarra: Rafael Santanna
Guitarra: Igor Alves
Baixo:  Léo Diaz
Bateria: Ramon Cunha 

Atualmente a banda está gravando seu primeiro EP intitulado Another Day.  A faixa 1 do disco é a que empresta seu nome a ele, Another Day com uma pegada mais hard e com elementos de rock progressivo.

A faixa 2  "Follow the light!" tem uma linha mais alternativa com elementos acústicas e influências inclusive de moda de viola.

Faixa 1 - Another Day



Faixa 2 - Follow the light!



Faixa 3 - Tempo  (em processo de gravação)



A banda Pátria Refúgio surgiu na cidade de Sabará-MG, Brasil. Sua história começou quando o baixista Conrado Dias decidiu, após inúmeras experiências musicais ao lado de outras bandas, montar uma nova experiência musical ao lado do seu amigo Brenon Douglas, com quem tem grande afinidade. Dessa união surgiu a ideia básica de montar um grupo que não se prendesse a algum tipo de rótulo musical, embora tenha seu direcionamento principal dentro do hard/heavy. 

Pouco após iniciarem a procura por integrantes para completar a banda, Brenon e Conrado encontraram no também amigo Daniel Linhares um dos grandes pilares para a banda.

Após um grande período testando integrantes para completarem a banda, sem sucesso, e uma pausa, o Trio decide gravar o ep de estreia, intitulado de Novos Tempos, com integrantes contratados.

A boa repercussão do trabalho ajudou a dar credibilidade ao nome da banda e despertar o interesse de músicos mais apropriados para a proposta. A banda encontrou no baterista Rodrigo Constâncio um novo amigo, a personalidade e talento apropriados, e conseguiu atingir a atenção e atitude do grande vocalista e antigo amigo Thiago Ampére, que estava cotado como integrante da formação original, chegando a passear pela banda em momentos distintos. Esta formação define toda a forma musical almejada para o som do Pátria Refúgio: Vocais Harmônicos, Guitarras afiadas, baixo e bateria potentes, levantando a bandeira do rock brasileiro por onde passar.

Alex Campos | Voz & Guitarra
Bernardo Martins | Bateria
Terceiro Elemento | Baixo
Em meados de 2010, no Rio de Janeiro - BR, um elemento chamado Alex Campos (Composição, Voz & Guitarra) iniciou uma nova missão. Apostando todas as suas fichas no jogo, fez um convite a outro elemento, o velho amigo Bernardo Martins (Bateria). Em seguida, um “Terceiro Elemento” (Baixo) veio agregar valores cheio de mistérios, trazendo consigo a essência deste ”Bando”. Juntos, tornavam-se “Basttardos” de alma nesta árdua caminhada.
 
Elementos: Esquerda P/ Direita - Bernardo Martins, Alex Campos e Terceiro Elemento.
Consolidando suas aventuras, já podemos contar com algumas provas de seus feitos; Em Abril de 2013 foi celebrado o lançamento oficial do primeiro registro de estúdio intitulado “Dois Contra O Mundo”.
 
Dois Contra O Mundo - 2013
O evento, realizado no Rio de Janeiro, proporcionou ao público presente o primeiro contato com o CD físico e audição na íntegra, além de contar com dois videoclipes em sua divulgação. O trabalho trouxe um frescor de autenticidade e personalidade, agradando aos mais exigentes e ganhando o reconhecimento da mídia especializada.

 
 “Dois Contra o Mundo”: Lançamento no Rio de Janeiro. 
O “Bando” seguiu fazendo shows e divulgando seu material de estreia em diversos meios de comunicação, e mesmo neste faroeste que é o mercado; Músicas foram executadas em várias rádios do país, matérias e resenhas publicadas em sites especializados e revistas, participações com destaques em coletâneas, clipes exibidos na TV, etc. (Vide Rádio Transamérica FM, Rádio Cidade FM, Revista Comando Rock, Whiplash, Roadie Metal, Multishow - TVZ Experimente, PlayTV, dentre outros).

 
“Basttardos” Ao Vivo. 
Em 2014, veio à tona o single autointitulado “Basttardos”, como prelúdio para o futuro álbum de inéditas a ser lançado. 
 
CD “Single Especial”
Após intenso planejamento, experiências adquiridas e reflexões sobre tudo que fora semeado, no dia 10 de Dezembro de 2015 foi lançado oficialmente o segundo registro de estúdio chamado: “O Último Expresso”, Disponibilizado para audição no site - temporariamente -, e também em CD físico. 
 
O Último Expresso - 2015

Fazendo valer a espera, “O Último Expresso” chega como uma locomotiva em alta velocidade e em pouco tempo já coleciona ótimas críticas. O ano de 2016 está apenas começando e nesta viagem sem volta, o objetivo é fortificar ainda mais o legado que, definitivamente, importa mais! 

“É uma obra a ser apreciada independente de rótulos”.

- Alex Campos -

WWW.BASTTARDOS.COM.BR 

facebook.com/Basttardosrock
youtube.com/Basttardosrock
soundcloud.com/Basttardos
twitter.com/Basttardos
                                            
 contato@basttardos.com.br
(21) 32680645 | (21) 992021922


Dois Contra O Mundo | 2013
“Solos elaborados, vocais potentes e um instrumental cadenciado fazem do Basttardos uma grande promessa no cenário”.
Fonte: Revista Comando Rock (Edição Nº107) - Bruno Juliano.
“Esse trabalho é especial, com a garantia de que nunca será enjoativo”.
Fonte: Roadie Metal, A Voz do Rock - Gleison Junior.
 “Dois Contra O Mundo apresentou uma banda ousada, belo disco”.
Fonte: Arte Metal - Vitor Hugo Franceschini.
“Este fantástico trabalho é digno de ótimas críticas”. 
Fonte: Arena Metal PE - Ismael Guidson. 
“O resultado é excelente e satisfatório”.
Fonte: Warriors Of The Metal - Walker Marques.
“Uma excelente estreia do Power Trio carioca”.
Fonte: Rock On Stage Magazine - Fernando R.R. Júnior.

 
O Último Expresso | 2015
“Um sopro de vida do Rock Brasil, e uma feliz surpresa no final de 2015”. 
Fonte: Whiplash - Pablo Mathias. 
“Excelente registro, vide a sua qualidade sonora. Recomendadíssimo”.
Fonte: Heavy Metal All Night - Artur Azeredo. 
 “Segurem-se nas cadeiras, pois o disco é viciante”.

Fonte: Metal Samsara - Marcos Garcia.

 “O que era bom, ficou melhor ainda”.
Fonte: A Música Continua A Mesma - Leandro Vianna.
“Um dos melhores discos de Rock de 2015”.
Fonte: Arrepio Produções - Romulo Carlos.

“Rock n Roll de qualidade que prende a atenção do ouvinte”

Fonte: Pólvora Zine - Écio Diniz.

 “Estão aptos o suficiente para continuar fazendo jus a sua reputação”. 
Fonte: Underground Resistance Brasil - Ygor Nogueira.

 
O LEGADO IMPORTA MAIS!
BIOGRAFIA (RELEASE)

O som pesado e agressivo, com estruturas simples e diretas, caracteriza a banda TORMENTOR BESTIAL, que integra a cena Heavy / Thrash Metal atual.
A originalidade apresentada nas composições da banda provém da liberdade de criação, pois apesar da sonoridade agressiva, ela mantém as suas raízes, baseada no Heavy Metal, com influência direta do Hard Rock, Heavy Metal Tradicional (NWOBHM) e Thrash Metal Oitentista.
Criada em 2008 na cidade de Taubaté, SP – Brasil, por Luiz Amadeus e seu filho Niko Teixeira, o TORMENTOR BESTIAL atuou no cenário underground brasileiro até 2011, quando passou por um período de reestruturação.
Em 2012, Zeck e Batata passaram a integrar a nova formação e a banda voltou às atividades com força total. No ano de 2013, o TORMENTOR BESTIAL voltou aos estúdios para gravar seu novo CD: Again. A formação atual da banda foi completada com a entrada de Eduardo Cabral.
Com o line-up reformulado, a banda conta agora com a bateria precisa de Niko, aliada ao peso das linhas de baixo tocadas por Batata. As guitarras de Luiz e Cabral, apesar de estilos distintos, revisitam grandes duplas, tais como Downing & Tipton, King & Hannemam, Murray & Smith. Finalmente, toda essa massa sonora serve de base para o vocal possante e agressivo de Zeck.
O TORMENTOR BESTIAL, que tem como proposta oferecer um Thrash Metal genuíno, pois não segue padrões, tem atraído um número crescente de fãs e admiradores pela originalidade e alta qualidade impressa em seu trabalho. Confira e surpreenda-se!

INTEGRANTES:
Zeck monster - Vocal
Luiz Amadeus - Guitarra / vocal
Eduardo Cabral -Guitarra / vocal
Batata - Contrabaixo / vocal
Niko Teixeira - Bateria

BIOGRAPHY

TORMENTOR BESTIAL is featured by a heavy and aggressive sound, with simple and direct structure, integrating the current Heavy / Thrash Scene.
The originality presented in the band’s compositions comes from the freedom of creation, because despite of its aggressive sound, it keeps its roots based on the Heavy Metal, with a direct influence of the Hard Rock, Traditional Heavy Metal (NWOBHM) and Eighties’ Thrash Metal.
Founded in 2008 in Taubaté, SP – Brazil, by Luiz Amadeus and his son Niko Teixeira, TORMENTOR BESTIAL performed in the Brazilian underground scene until 2011, when the band went through a period of restructuring.
In 2012, Zeck and Batata joined the new lineup, and the band returned to its activities with full power. In 2013, TORMENTOR BESTIAL returned to the studio to record their new CD: “Again”. The current lineup of the band was completed with Eduardo Cabral.
With the revamped line-up, the band now counts on Niko’s drums precision, combined with the impressive bass lines performed by Batata. Luiz and Cabral’s guitars, although in different styles, revisit great guitar duos such as Tipton & Downing, King & Hannemam, Murray & Smith. Finally, all this massive sound is the basis for the powerful and aggressive vocals Zeck.
TORMENTOR BESTIAL, which purpose is to provide a genuine Thrash Metal sound, since it doesn’t follow any trends, has attracted a growing number of fans and admirers for its originality and high quality work.
Check it out and surprise yourself!

LINE UP:
Zeck monster - Vocals
Luiz Amadeus - Guitar/backing vocal
Eduardo Cabral - Guitar/backing vocal
Batata - Bass/backing vocal



Release IMPÉRIA

A banda teve início em 1996, a partir da reunião de amigos de escola. Nos dois anos seguintes a primeira formação passou por algumas modificações até chegar à atual formação com os fundadores - Felippe Deliberalli (guitarra), Flavius Deliberalli (Bateria), Marcio Deliberalli (voz e guitarra) - e desde 2005 Ricardo Ueno n baixo.

Em 2011 lançaram o primeiro álbum de estúdio, intitulado “Em Dias Assim”, produzido por Fernando Magalhães, guitarrista do Barão Vermelho. “Tenho quase trinta anos de Rock and Roll e eu gosto muito de produzir bandas novas, gosto de estar com a galera nova. Já produzi bandas como Detonautas, entre outras. Agora estou trabalhando com a banda Impéria, que tem um gás maneiro. Gostei muito do repertório e da mensagem que eles querem passar”, diz o experiente guitarrista. O álbum foi gravado no Studio Latitude, em São Paulo/SP.
O Impéria lançou os videoclipes para as músicas “Altos Voltagem” e “Eu Sou o que Eu Sou”, com excelente repercussão de público e imprensa.
Atualmente a banda encontra-se em processo de composição do segundo álbum, com previsão de lançamento para 2015, além de trabalhar na agenda de shows.
Links relacionados:

www.bandaimperia.com
www.facebook.com/bandaimperia
www.youtube.com/user/bandaimperia
www.twitter.com/bandaimperia
www.myspace.com/bandaimperia

DIVISION HELL

Oriundo de Curitiba e formado em 2010, o grupo pratica um Death Metal que tem um flerte enorme com o Thrash, e o que mais impressiona neste trabalho de estreia é a técnica e precisão com que executam seus instrumentos. Riffs rápidos, bons solos, bateria intensa, vocais agressivos e variação de ritmo. Tudo isso aliado a melodias interessantes ao mesmo tempo em que brutais.

“Apokaliptika”, a melhor faixa do EP em minha opinião, começa com uma bateria veloz, riffs fortes e cavalgados que nos fazem lembrar os maiores nomes do Thrash Metal mundial. A voz de Ubour também se destaca bastante, pois há uma alternância entre o agressivo e algumas passagens mais limpas. “Pray & Cry” segue um modelo semelhante: rápida, pesada e agressiva. Já “Flesh Blood Desire”, a mais curta do trabalho, tem um solo interessante, além de um refrão de fácil memorização.

O EP possui boa produção, traz uma banda que impressiona, principalmente por ter um período de vida recente e já apresentar um trabalho eficaz e repleto de energia. Mais do que isso, este registro é uma prova de que o cenário underground brasileiro não somente está mais vivo do que imaginamos, mas também cada vez mais maduro, coeso e forte.

Imagem - Division Hell - Membros

Banda: Division Hell
País de Origem: Brasil
Título do álbum: Apokaliptika
Ano: 2011
Estilo: Death Metal
Gravadora: Independente

Line-up:
Ubour – Vocal/Guitarra
Renato Rieche – Guitarra Solo
Gino Gaier – Baixo
Eduardo Oliver – Bateria

face da banda 

VIDEO CLIP OFICIAL ABAIXO:

A banda carioca 5 DAYS TO DIE definiu “A Arte da Sobrevivência” como título de seu novo álbum. Produzido por Thiago Gomes no GNU Studio em Rio das Ostras/RJ, e mixado e masterizado por Thiago Gomes, o CD tem a previsão de lançamento para o final de setembro ou início de outubro.

 

O tracklist de "A Arte da Sobrevivência" pode ser conferido a seguir:

 

01. Alma corrompida

02. Perseverar

03. Dor

04. Forjado na Guerra

05. Colecionando Inimigos

06. Luto

07. O dia em que o luto acabar

08. Falsas Verdades

09. A quebra do ideal

10. O Maravilhoso show da fé

 

Formada no final de 2013, em Macaé/RJ, a 5 DAYS TO DIE lançou por meio de um lyric video o seu primeiro single, “Pesadelo”. A música foi mixada e produzida por Murilo Pirozi, e o vídeo foi desenvolvido por Victor Casa Nova.

 

https://youtu.be/-fRrdCpZXp8

 

Links relacionados:

www.facebook.com/5daystodieoficial

www.soundcloud.com/5daystodie

 

Fonte: Island Press

Banda Pinga com Groselha

Sem compromisso com estilos a banda "Pinga com Groselha" gosta principalmente da mistura do brega com o rock. No repertório, versões e músicas próprias.

Entre as versões, destacamos Reginaldo Rossi, Genival Lacerda, Wando, Magal, Evaldo Braga, Lindomar Castilho etc misturado com muito Rock'n Roll.

A banda foi formada em 2011 em São José do Rio Preto – SP e tem em sua formação:

Carlos Vinícius  - Guitarra e vocal
Ricardo Neves - Bateria e backing vocal
Daniel Leme - Contra-baixo e backing vocal

A banda participou em Setembro/2012 do Sexto Show de Talentos da ETEC – Philadelpho Gouvêa Neto – S.J. Rio Preto, ficando em quarto lugar na classificação do Festival.

Destaca-se também, além de outras, as apresentações no Sesc Rio Preto nos dias 03/02/2013 e 02/03/2014 na programação Tardes Musicais.

Em março de 2015 a “Pinga com Groselha” foi uma das ganhadoras do edital da Secreteria de Cultura de S.J. Rio Preto no programa “Cultura para todos”.  Este projeto viabilizou a gravação e prensagem do seu primeiro CD e a realização de 3 shows na cidade de Rio Preto para divulgação do mesmo. Atualmente a banda está em estúdio, finalizando o CD, com 10 músicas autorais.

Uma das músicas do CD (Cine Privé) já está fazendo parte da programação de 4 rádios: Rádio RocKMetal, FM Ilha Rock, Rádio 95 Rock e Nova 95 Rock.

Banda de Heavy Metal formada em 2009 no Guarujá, com um som pesado e harmonizado com riffs psicodélicos, e com letras que abordam vários contextos sociais e o comportamento humano, tendo como principais influências bandas como Black Sabbath, Queensrÿche, Dream Theather, Judas Priest, Megadeth, Jimi Hendrix e ZZTop.

Hoje a banda trabalha firmemente no propósito de gravar suas próprias canções, tendo material suficiente para gravar 2 discos, e sempre empenhados em desempenhar grandes performances seja em estúdio ou mesmo ao vivo.

Tem como atual formação:

Priscila Soares – Vocal

Marcelo Figueiredo – Guitarra

Pedro Pessoa – Baixo

Márcio Leite – Bateria 

Contato:

depthhate@gmail.com

(13) 99783-9939 – Márcio Leite

www.depthhate@blogspot.com.br

Depth Hate – Facebook page

soundcloud.com/depthhate

https://twitter.com/depthhate ou @depthhate
Clique aqui para editar.
Rosie’s Cabaret é uma banda de rock do Rio de Janeiro formada por Fábio Nunes (vocal), Rafael Nunes (guitarra), Rodrigo Masson (guitarra), Lucas Gomes (baixo) e Gustavo Antunes (bateria).
As influências de rock clássico, heavy metal, grunge e hard rock fazem com que prevaleça dessa mistura o som e a atitude do puro rock’n’roll, sem rótulos.

Além de seus shows próprios, a banda foi uma das vencedoras do Rock ‘n Ilha III, teve participação nas seletivas do Mada 2012 e chegou às quartas de final do Festival Intercultural da América do Sul.

Criada em setembro de 2010, Rosie’s Cabaret utiliza como idioma de suas composições o inglês, com a intenção de apresentar suas músicas em âmbito internacional.
A banda começou com Rafael Nunes e Lucas Gomes, que são amigos de infância. Posteriormente, convidaram Fábio Nunes, irmão de Rafael, para assumir os vocais. Com a banda evoluindo, sentiram a necessidade do peso de mais uma guitarra. Foi aí que chegou Rodrigo Masson. Com a saída do primeiro baterista, Gustavo Antunes entrou para suprir esse espaço.

Facebook: www.facebook.com/rosiescabaret
SoundCloud: www.soundcloud.com/rosiescabaret
YouTube: www.youtube.com/rosiescabaret
ReverbNation: www.reverbnation.com/rosiescabaret
Twitter: www.twitter.com/rosiescabaret
MySpace: www.myspace.com/rosiescabaret
Abrad' Os Zóio (NOVA BANDA INDEPENDENTE NA PRO.) Confira diariamente na programação da Radio rockmetal e no ESPECIAL INDEPENDENTES !
RICARDO STOCO
SÃO PAULO/SP

Músico com mais de 20 anos de experiência, participou de diversas bandas, a maioria tributos e covers.

Começou a compor desde cedo, mas nunca conseguiu colocar suas ideias em prática. A dificuldade em formar uma banda que trabalhasse exclusivamente com material autoral fez com que decidisse produzir e gravar seu material sozinho.

Trabalhando em seu home studio, compilou algumas composições e versões das canções de artistas de sua preferência em sua página no SoundCloud, trabalho que está em constante andamento.

Esse material pode ser acessado em:
https://soundcloud.com/ricardo-stoco

stoco.rt@gmail.com
https://www.facebook.com/ricardo.stoco

Obrigado.
"Um som pesado, limpo e consciente." (Artur Faleiros Neves - produtor da Casa Fora do Eixo - Bauru - sobre a Overturn)

Com diversas influências musicais, que vão de MPB Experimental ao Metalcore, a banda Overturn traz seu próprio estilo de rock. Com batidas frenéticas, um peso brutal, riffs marcantes e vocais mesclados que passeiam entre a doce melodia e os gritos desesperados e destruidores, a Overturn tem criado um bom e grande impacto para quem a escuta.

Hoje, com 3 anos de banda e um EP recém lançado, a Overturn tem se consolidado como uma banda de grande potencial. Sendo notados, principalmente, por terem integrantes muito jovens, mas que se mostram maduros musicalmente e aptos para realizar um bom show. Alvos de boas críticas em eventos, como o Festival Grito Rock, em que participaram 2 vezes, que acontece anualmente em toda a América Latina, em mais de 200 cidades.
____________________________________________________________

OVERTURN É:
_gAH GOES (voz, guitarra adicional e violão) 
_bEL BALDERRAMAS (voz)
_gUI TEXAS (guitarra)
_pEDRO FELIPE (bateria)
_aRTHUR SANTANA (baixo)
_vICTOR HIRAI (guitarra)

Adriel Felipe (gravação, edição, mixagem, masterização, produção musical e vozes adicionais em "Enganoso Coração" e "Perto de Ti")
Daniel Branco (voz adicionais em "Enganoso Coração")
DEUS (o centro de nossas vidas)
____________________________________________________________

Facebook: http://www.facebook.com/OverturnBand
Youtube: http://www.youtube.com/OverturnBand
SoundCloud: http://www.soundcloud.com/OverturnBand
Twitter: http://www.twitter.com/OverturnBand
Blog: http://overturnband.blogspot.com.br/
____________________________________________________________

___CONTATO___
E-mail: overturnband@hotmail.com
Telefones: (14) 98825-6945 (Gabriel - Bauru) ou (11) 97037-9583 (Guilherme - São Paulo)
A Sound Bullet é mais que uma banda carioca de Indie rock. Formada em 2009, por Guilherme (voz e guitarra), Fred (baixo e voz), Ton (guitarra e voz) e Pedro (bateria), a banda mostra não só influências de grupos britânicos pós anos 90, incluindo os do famigerado post-punk revival, como também de gêneros que vão do rock alternativo americano até um pouco de math rock.

Após um ano de sua formação e com sua demo gravada, o conjunto tocou em diversos festivais, sendo finalista na edição carioca do GBOB – Global Battle of Bands de 2010 e da 2ª edição do festival NMB - Nova Música Brasileira, em 2011, patrocinado pela Oi Novo Som e com apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Em dezembro de 2013, a Sound Bullet lançou seu primeiro EP, “Ninguém Está Sozinho”, após quase dois anos trabalhando. Produzido por Diogo Strausz (Strausz e ex-R.Sigma) e gravado no estúdio Canto dos Trilhos com Pedro Garcia (Planet Hemp e ex-Rockz), o trabalho aborda a vida na sociedade ao redor da banda com seus relacionamentos e emoções, deixando claro o porquê do título. Além disso, já rende frutos ao grupo como um lugar entre os 25 melhores EPs Brasileiros de 2013, pelo site Tenho Mais Discos que Amigos.

Seguem nossas redes:
https://www.facebook.com/soundbullet
https://twitter.com/soundbullet
http://youtube.com/user/soundbullet

Download completo do nosso material:
https://www.dropbox.com/s/yo4xk9mq8kghsdi/Sound%20Bullet%20-%20Ninguém%20Está%20Sozinho%20%282013%29.rar

Download completo com o custo de uma postagem em mídia social:
http://pagsocial.com/d/8VI.aspx
Made Of Stone ( NOVA BANDA INDEPENDENTE NA PRO.)

A Made Of Stonenasceu de um projeto solo de Felipe Loyolana cidade de Alfenas/MG no ano de 2012, e queinclusive todas as músicas do primeiro álbum são de sua autoria, gravando todo o álbum quase que sozinho em seu home studio. Mixado e masteri...
Haaley Alves (NOVA BANDA INDEPENDENTE NA PRO.)
Haaley Halves - Bauru - SP Mais Um projeto SOLO ! confira
Made Of Stone ( NOVA BANDA INDEPENDENTE NA PRO.)

A Made Of Stone nasceu de um projeto solo de Felipe Loyola na cidade de Alfenas/MG no ano de 2012, e que inclusive todas as músicas do primeiro álbum são de sua autoria, gravando todo o álbum quase que sozinho em seu home studio. Mixado e masteri...

DARKSHIP ( NOVA BANDA INDEPENDENTE NA PRO.)

Abandagaúcha de Heavy Metal DARKSHIP está em estúdio finalizando as gravações de seu primeiro álbum, "We Are Lost", que deverá ser lançado no primeiro semestre de 2014. Formada em novembro de 2010 na cidade de Carlos Barbosa, era inicialme...
BANDA VULGAR: GALERA NOVA MAS COM O ROCK N’ ROLL NA VEIA

Eles tocam Rock N’ Roll, são de Estrela/RS e suas idades variam de 15 a 21 anos. Com Gabriel B. Bohmer [15 anos] na bateria, Sandro Fristch [21 anos] no vocal, Tiago Fristch [17 anos] na guitarra solo e back vocal, José R. Rosa [19 anos] na guitarra base e Alexandre Schmidt [17 anos] no contra baixo e back vocal, eles formam a banda ‘VULGAR... Ver mais
 — com Alexandre F. SchmidtTiago FritschSandro FritschBeto Rosa e Gabriel B. Bohmer.
Banda Imperativo Categórico

O Imperativo Categórico foi um conceito primeiramente fundamentado pelo Filósofo alemão Immanuel Kant, “Age como se a máxima de tua ação devesse tornar-se, através da tua vontade, uma lei universal.” Outras versões sobre o que é o Imperativo Categórico surgiram ao longo dos tempos. Será que existe uma verdade absoluta? A nossa forma de olhar o mundo e julgá-lo sob os nossos valores, também não é em si um Imperativo Categórico? Mas a partir de agora, Imperativo Categórico é sinônimo de boa música.


Tudo começou quando, Gustavo Santos Hosken(vocal), Eduardo Vinicius Alves(Baixo) e Raphael Vidal(Guitarra), decidiram compor músicas, com vertente do rock nacional. Com o objetivo de mesclar, diversas referências tais como: AC/DC, Led Zeppelin, Gonzaguinha e Tim Maia.


A banda carioca formada pelo trio em 2011, acaba de lançar seu primeiro Ep “Tá na Cara” , no qual contem três musicas, são elas: Ninguém quer Saber, Não se Lamente e Tá na Cara. Misturando letras de cunho político com letras que falam sobre o comportamento geral. A atual formação conta ainda com Patrick Terra na bateria.

Sites:

https://www.facebook.com/bandaimperativocategorico

https://soundcloud.com/imperativocategorico

http://www.youtube.com/user/BandaImperativo?feature=watch&hd=1

http://palcomp3.com/imperativocategorico/

https://twitter.com/ImperativoCate1

Contatos:

Email: bandaimperativocategorico@gmail.com
Tel: (21) 8365-4287(Carina Pontes)
CLIMATIC TERRA is a British/Argentine metal band. Based in Buenos Aires, the following members make up the band's formation:

James Wright – Vocals
Ezequiel Catalano - Guitars
Federico Rodriguez – Guitars
Leonardo Baez – Bass Guitars
Hernan Martiarena - Drums

The band pose two independently edited LP's to date: Earth Pollution (2010) and Entity (2013). Influences consist of Death Metal, Thrash Metal, Heavy Metal, Classic and even Hard Rock. Climatic Terra is one of a kind. After years of touring Latin America with more than 150 shows under their belt, the boys are ready to take this unique style global. Please see the following links attached below:

We Are Not Dead Live Opinião, Porto Alegre 2013
http://www.youtube.com/watch?v=9-04Xm39q6A
To Be Heard
http://www.youtube.com/watch?v=p27ZDKh7HSA
An Unforgiving God Live Argentina, 2013
http://www.youtube.com/watch?v=st6VtIom748

Download
Earth Pollution: http://db.tt/43BL0EXU
Entity: http://db.tt/MnSxtJxF

Brief and Photos: https://dl.dropboxusercontent.com/u/64852151/Climatic%20Terra%20info.doc

Youtube Channel: http://www.youtube.com/user/ClimaticTerra
Contact: www.facebook.com/climaticterra
+54-9-11-3370-2665
+54-9-11-3544-3789

Thanking you in advance,
CLIMATIC TERRA
Awesome Mr. Powerwolf is a new band from Denmark.

The line up is: Rasmus Cundell, vocal, Simon Stenbaek, guitar, Jonathan Lemoine, guitar, Nicholas Jorgensen, bass, and Kasper Rebien, drums.

It is a heavy rock band, inspired by bands from 70th and 80th (Deep Purple, Led Zeppelin, Iron Maiden) and also from newer Scandinavian bands as The Hellacopters, Turbonegro and Kvelertak. But it is just inspiration – Awesome Mr. Powerwolf writes all the songs themselves.

Kind regards

Bjarne Stenbæk

bjarnestenbaek@hotmail.com – +45 25 35 67 87

The picture from left Jonathan Lemoine, guitar, Simon Stenbaek, guitar, Rasmus Cundell, vocal, Nicholas Jorgensen, bass, og Kasper Rebien, drums.
INSANITY FORCE é uma banda de Death Metal Grindcore formada em 2008 por Shirley Pereira e Jaqueline Silva em São Paulo/SP, com o intuíto de tocar um som diferenciado para os leais apreciadores da cena mais pesada do Metal.
A idéia inicial era uma banda formada somente por mulheres, mas infelizmente não 
conseguiram achar uma baterista mulher que correspondesse a idéia sonora da banda. 
Sendo assim, optaram em encontrar um baterista que se enquadrasse melhor, independente do gênero. Neste mesmo ano, a formação da banda era: Thaiz Gouveia(v), Shirley(b), Rita de Cássia(G), Jaqueline(G), Beto Shelzia(B), que permaneceu na banda por cerca de 2 meses.
Após muitas mudanças de bateristas e a saída de Rita de Cássia(G) e Thaiz Gouveia(V), no final de 2009, a banda passa por reformas novamente. Shirley assume os vocais, a banda decide então permanecer apenas com uma guitarrista.

Em 2010 a formação se fixa com : Shirley no vocal, Jaqueline na guitarra, Tathiana Alves (ex-Decried) no baixo e Everton (Corporal Sores) na bateria. Julho do mesmo ano e mais uma vez mudanças tiveram de ser realizadas para ajustar uma nova formação.
2011 a banda se renova incorporando mais brutalidade com novos integrantes: Emiliano Borges(ex- Miolo di Pão) na bateria e Fernanda Silva (Obitto, ex-Gangrena Febrosa) no baixo. 
Com a formação estável , no mês de Agosto do mesmo ano, a banda decide gravar o primeiro registro, no Studio Krypta Bestial, o EP chamado "Resultado de Vingança" que reúne 5 faixas de puro Death/Grind.Em dezembro , uma das fundadoras da banda, Shirley Pereira, deixa o grupo por divergências ideológicas. Apesar de todos os 'contratempos', o EP foi muito bem aceito pela crítica recebendo inúmeros comentários positivos, alcançando em menos de um mês mais de 1800 downloads apenas no blog Mineiro “GORE GRINDCORE DEATH METAL", além de também ter sua resenha publicada em um dos sites de notícias mais importantes sobre Rock e Heavy Metal Nacional e Internacional, o "WHIPLASH".
O mesmo EP foi eleito um dos 10 melhores lançamentos do gênero no país por um dos mais respeitados blogs "SOM EXTREMO" (http://somextremo.blogspot.com/2012/01/top-10-2011.html), colocando-o dentre os 10 melhores de 2011.
Em 2012, quanto à formação, o baterista Emiliano Borges deixa a banda, sendo substituído por Junior Paschoal (Agouro/ Justabeli) e Jaqueline Silva assume os vocais. Com essa formação a banda fez uma bem sucedida passagem pela Argentina tocando em 3 cidades.
Porém, a conquista vem se tornando cada vez mais constantes... A INSANITY FORCE ganhou uma resenha especial sobre seu trabalho em uma das revistas mais respeitadas dos cenários nacional sobre Metal, a "ROADIECREW" na Edição # 159 de Abril.
Também teve a participação em coletâneas Internacionais: na Sueca "BLACK PENTACLEKVLT Vl.01", e também na Tailândia e Indonésia "GLORY RECORD COMPILATION ALBUM INDONESIA BRANCH".
A formação atual conta com Jaqueline Silva na guitarra e vocal, Fernanda Coelho no baixo e Junior M. na bateria.
REVERBNATION: http://www.reverbnation.com/insanityforce
TWITTER: @Insanityforcebr
MYSPACE: www.myspace.com/insanityforceband
YOUTUBE: http://www.youtube.com/user/insanityforceband/videos
CONTATO: insanityforceband@hotmail.com
”Finally the accordion makes sense”

A Swedish female fronted metal-act that Diztord have been privileged to produce.
Hellinor´s sound has been described as a blend of Rammstein and Bonnie Tyler with barb-wire attitude.
Hellinor´s first single "Looking Back" hits the ground running, and sets the tone for the rest of the album scheduled for September 2013.
It would be awesome if you wanna check it out!

Thanx for listening

//Diztord

Hellinor youtube

Hellinor facebook

Hellinor spotify

Hellinor itunes


-- 
Diztord Facebook
https://www.facebook.com/pages/Diztord/203478533102255
Diztord Youtube channel
http://www.youtube.com/user/diztord?feature=mhee
Diztord Twitter
https://twitter.com/diztord
Banda Aerodelta


Quando quatro apaixonados pelo rock n'roll se juntam em estudio, o que se pode esperar é uma verdadeira fórmula de pensamentos . Aerodelta é uma banda que toca rock n'roll clássico que esta trazendo de volta suas melhores lembranças em forma de música...



Interesses da banda
Provocar êxtase e sentimentos diversos...


Cidade origem: Itapema sc



Genero : Rock Progressivo 


Eduardo Canszeweski - violao
Ronei Costa - guitarra e voz
Emanoel Godoi - baterista
Rafael Godoi - baixo


Cd : Alem do Som – 10 musicas próprias

1 – Alem do som
2 – Sonhador
3 - Ei Voce
4 – Pensamentos perdidos
5 – Perfumes
6 – O sol
7 – lembraças
8 – Te ver Sorrir
9 – Sentimentos
10 – Tempestade


Contato para shows:

Eduardo Canszeweski 47 9917-4858 3368-5958
VOMEPOTRO
RELEASE

O Vomepotro foi formado em 1996 e sua proposta sempre foi tocar o mais violento e brutal Death Metal, no mesmo ano foi lançada sua primeira demo ensaio intitulada “pressed Corpse” que abriu algumas portas para que a mesma fizesse pequenas apresentações em São Paulo, A banda seguiu divulgando seu som e dois anos depois foi lançada uma nova demo ensaio intitulada “ The Putrid Odor” que já mostrava uma sonoridade um pouco mais definida e polida, apenas no ano de 1999 é que foi lançada sua primeira demo oficial intitulada “Necrodemented” que foi gravada do renomado estudio Datribo em São Paulo e que deu um pontapé inicial para que seu nome ganhasse mais força dentro do underground nacional e que fez com que se aprentassem ao lado de nomes como Headhunter D.C, Abhorrence, Rebaelliun entre outros.
Fatalmente a banda encerrou suas atividades um ano depois com a saida do guitarrista Ricardo e do Vocalista Leandro, após 3 anos em silêncio o Vomepotro ressurgiu e um ano depois lançam sua primeira demo em cd intitulada “List of the dead” e que sem dúvida foi seu material independente mais divulgado no Brasil e exterior e que fez com que a banda assinasse com o selo Alemão Obscure domain Prods.que lançaria seu debut album “Zombie Gore Vomit no ano de 2006 e um ano depois o mesmo ganhou uma versão nacional via Mutilation Recs., o album foi muito bem aceito e sua capa foi assinada pelo Artista espanhol Juanjo Castellano ( Vomitory, Ressurected entre outros) a banda seguiu divulgando seu trabalho se apresentando na região Sudeste do País e já pensando em seu segundo cd que foi gravado em 2008 e lançado pelo renomado selo Americano Sevared Recs. No ano de 2009 com critícas extremamente positivas e desta vez tendo sua capa desenhada por Jon Zig ( Suffocation, Sinister, Deeds Of Flesh entre outros ) que é outro renomado artista e que fez um trabalho de arte muito elogiado por todos os meios de mídia underground, o album se chama “Liturgy Of Dissection” e segue a mesma linha do debut mas com muitos elementos que deram a banda uma sonoridade própria, foi então que o Vomepotro começou a preparar seu terreno para sua primeira tour na Europa que aconteceu em Setembro de 2011, passando por 6 paises do velho continente em 18 dias, após uma turnê muito bem sucedida o Vomepotro esta de volta ao Brasil totalmente focado nas composiçôes de seu terceiro cd que deve começar a ser gravado em Setembro deste ano! A banda já se apresentou ao lado de grandes nomes da cena Death Metal mundial tais como Krisiun, Dying Fetus, Immolation, Gorgasm e Incantation e vale dizer que houveram mudanças na formação o longo dos anos e da formação dos dois albuns só restam o baterista André ( único membro da formação original) e o vocalista/guitarrista Cristiano Martinez.

www.myspace.com/vomepotro
Biografia MADNESS

A brutal banda de Death Metal "MADNESS" nasceu em dezembro de 2005 em Piracicaba-SP por Rô Moreira(B),Alexandre J.Guerreiro(V) e Felipe Coradini(G).A banda se propoem a fazer um Death Metal empolgante de muita técnica,brutalidade,riffs marcantes,tudo feito com muito ódio e peso.As músicas passam por uma atmosfera muito insana e obscura,se sente a maldade nas músicas.As letras falam de pós-morte,sobrenatural,paranormalidade,dupla personalidade,exorcismo,Horror,o mal enraizado,a mente humana em sua maior complexidade.Bandas como Morbid Angel,Cannibal Corpse,Deicide,Deeds of Flesh,Incantation,Nile,Metal Nacional e todas as vertentes do Death Metal são grandes influências em nossas composições. 
A Madness conta com os três membros fundadores e o trabalho continua a banda acaba de lançar seu Debut Album "Essence of the Death" pela Brutal Combat REcords.A banda decidiu gravar a batera desse trabalho com Felipe Wecker do Havok.Começamos o ano de 2013 com uma nova formação Junior Brujo assume as baquetas e completa o line-up.
A Madness vem com uma boa repercussão no cenário ao com apresentações memoráveis,como foi em Salvador-BA em dezembro de 2009.E agradecemos a todos pela força que vem dando a banda,e queremos dizer que tudo o que foi feito e vem se firmando foi pelos Headbangers que sempre nos apoiaram desde o começo de nossa história.Fica a todos o imenso "OBRIGADO",aos amigos, e bandas de todo o mundo.Hail Underground!!!


Discografy Madness:

- Limbus The Threat of Six-Vampiria Rec's Brasil 2007 Demo

- Old Metal Massacre vol.1 Brasil (Destroyer zine) Compilation

- "3-way Split" Madness(BRA),Daggerspawn(SER) and Visceral Carnage(MEX) Vampiria Rec's

- "Slaughtering The Dead"1st Grind Copilation From The Grave-18 bands-Anura Records-Phillipines (Madness,Lividity,Bogrit...)

"Demonic Onslaugth"-Vol 01-Demonmusick and KVLT666 Produktion-16 bands-Malaysia 

- "Human Atrocity" 3 Way Split K7 and CDR Viceral Vomit(Costa Rica) Madness,Impaled Cunts(CR) e Miserable Absence of Harmony(ROM)

- "Tunnel of Death" Guillotine Productions 36 bands Compilation Duple CD

- " Fury In Blood" -Sound of Charge Rek - França Demo Test 300 copiesl 2008 

- Fury In Blood -Genocídio Records-Brazil 2008 

- Coleções Extremas vol. 01 -Genocidio Records 

- "American Infernal Devastation" Abbath Metal Productions 20 bands Compilation

- Web Split "Fecal Disorder And Gore Chaos" 22 bands 2009 

-Full Lenght-"Essence Of Death" 
2012

The Madness are:

Alexandre J. Guerreiro = Vocals/letters 

Felipe Coradini = Guitar

Rô Moreira = Bass

Junior Brujo = Drums

HAIL BRAZILIAN EXTREME METAL

Contacts:
http://www.myspace.com/madness.deathmetal

E-mail and MSN:
madness.deathmetal@gmail.com

You tube:
http://www.youtube.com/Madnessdeathbr
Dear Music Director, 

The Muggs, a Detroit blues rock trio, have a new album coming out(our 4th full length LP) on April 26th 2013 at the Magic Bag in Ferndale, MI.

This is our 1st LIVE album ever! It's entitled FULL TILT.

We are releasing a 2 disc CD set, double vinyl and of course, downloads.

This recording is heavy! We think it has captured what the Muggs sound like at a live concert.

The art work is amazing as well as the production.

Would you be interested in playing tracks off this new 2 disc CD? Here's one song off Full Tilt, please let me know if you'd like another...

Best, tonymuggs

www.themuggs.com
Dear Music Director, 

The Muggs, a Detroit blues rock trio, have a new album coming out(our 4th full length LP) on April 26th 2013 at the Magic Bag in Ferndale, MI.

This is our 1st LIVE album ever! It's entitled FULL TILT.

We are releasing a 2 disc CD set, double vinyl and of course, downloads.

This recording is heavy! We think it has captured what the Muggs sound like at a live concert.

The art work is amazing as well as the production.

Would you be interested in playing tracks off this new 2 disc CD? Here's one song off Full Tilt, please let me know if you'd like another...

Best, tonymuggs

www.themuggs.com


Formada por Rodolfo Bassani (Bateria), Renato Sgarbi (Vocais), José "Motor" Mantovani (Baixo) e Gustavo Lozano (Guitarras), em Janeiro de 2011, a banda Desecrated Sphere surgiu através evolução do projeto de seu álbum e a necessidade de continuá-lo, mas com mais profundidade de conceito, de acordo com a parte lírica deste trabalho. Isso foi concretizado com o debut The Unmasking Reality, apresentando ao fã de metal e música extrema blast beats impiedosos, trabalho de bumbo duplo insano, vocais guturais brutais, mas perfeitamente definidos, e linhas de baixo que conectam a seção rítmica à melodia, provendo a base para as pesadas e brilhantes guitarras.
Desecrated Sphere –uma expressão para a devastação dos recursos naturais da terra e conspurcação da humanidade, conduzidas por elementos privilegiados nas sociedades e líderes religiosos- é a definição dos conceitos da banda, letras sobre o controle religioso das massas, guerras, ignorância, e cenários apocalípticos conjugados à destruição do planeta por mãos humanas.

Desecrated Sphere
http://www.myspace.com/desecratedsphere
http://www.facebook.com/desecratedsphere
http://www.youtube.com/desecratedspherebr
Twitter @DesecratedBR
A banda Sexta feira 13 foi formada no inicio de 2011 na cidade de Ubá, Zona da Mata
Mineira, por Markin no vocal, Thiago Braga e Anselmo nas guitarras, Fhilipe no contra baixo
e Big Mayck na Bateria, com o propósito de tocar Rock n Roll, dando prioridade a composições
próprias. Depois de tocar em bares e encontros de motociclistas, Sexta Feira 13 hoje toca em 
clubes fechados e eventos regionais, como aniversário de cidades da região e festivais de bandas
independentes. Entre Janeiro e Junho de 2012 entrou em estúdio pela primeira vez e gravou
sua demo denominada “Amostra Grátis”.
Com o CD em mãos, continuam a tocar cada vez mais longe de sua cidade natal,
ganhando atenção de rádios e tv’s de cidades por onde passam, tendo algumas de suas
musicas incluídas nas “playlist” e cada vez mais divulgando seu som próprio e o Rock n Roll.
GATES , banda de death metal originária da cidade de Castro, estado do PARANÁ,

e formada em meados de 2009, vem com o propósito de divulgar seu trabalho através de músicas que vem compondo desde então.Com peso , velocidade e melodias

que caracterizam perfeitamente seu estilo musical , GATES vem buscando, com perseverança, seu espaço no cenário do metal e sempre desejando o devido reconhecimento à todos os músicos que não deixam o METAL morrer !

Line up:

Oscar Ribamar: guitarra / vocal

Renan Estevão: guitarra

Fernando Machado: baixo

Guilherme Estanislau: bateria



E-mail: orpmacedo@hotmail.com

My space: http://www.myspace.com/gatesdeathmetal
Banda Banda Czares Esta na Programação da Web Radio RocKMetal Confira diariamente, e no Especial sabadão ! 

www.RocKMetal.com.br 

Release:

Olá! gostaria de apresentar a banda Czares e de me informar a respeito de como ter nosso clipe divulgado pela página e tocando na sua rádio!!! grato!!!!


A banda “Czares” foi formada no grande Abc, por músicos cansados do marasmo musical que os rodeava, covers já não eram mais suficientes.

Com influências distintas, que vão do Metal Progressivo ao pop rock nacional, a banda encontrou uma sonoridade rock demais para o pop e pop demais para o rock, entendendo assim que suas maiores influências são os livros e o dia-a-dia.

Sentindo-se sozinhos no cenário da música atual, a banda propõe a formação de uma nova geração, a “Geração Clandestina”, formada pelos dissidentes do mainstream que, a revés do que se espera, procuram novamente uma Revolução nas ondas do rádio e da tv!

O besteirol pró-estético e a falta de sentido que reina no mundo da música atual e que se instala na cabeça das pessoas incomoda a banda. Não são contra a "música entretenimento", são contra o fato de que elas ocupam espaço mastodôntico na mídia.

Acreditando que tudo deva ter espaço, a banda Czares propões que todos aqueles que acreditam na músicas como algo maior, liguem para rádios, se empenhem em divulgar nas redes sociais, aprendam a usar MAIS as ferramentas "jóinha" e "curtir" para chamar atenção, votem em sites como o da mtv,etc. Elevando bandas que realmente admiram e que expressam a cultura nacional de verdade!

Com seu primeiro álbum previsto para 2013, num formato NOVO, ESPECIAL, e por hora, SECRETO, a banda decidi divulgar a o clipe da música “Geração Clandestina” com alguns meses de antecedência, angariando assim guerrilheiros da nova geração para uma nova revolução!

Para quem quiser conferir, é só assistir o clipe e, curtir a banda no Facebook para aguardar novidades sobre a revolução fonográfica que está por vir!

Os Czares são:

Gardenal - Vocal, violão e concepção
Sanchez - Guitarra,vocais, teclado, programações e concepção
Erick - Baixo
Pivetta - Bateria



http://www.youtube.com/watch?v=24s8shschwA
Marmore de Carrara Esta em nossa programação Da Radio RocKMetal
Apocalyptichaos é uma banda de Doom Death Metal criada em 2009 na cidade de Goiânia.
Formada pelos irmãos Rubens (guitarra e voz) e Renato Loureiro (bateria) em 2007, a Reversi encontrou em Du Araujo (baixo) e Ricardo Godoy (guitarras) os integrantes para seguir estrada afora, depois de algumas mudanças na formação, inclusive durante a gravação de seu primeiro EP homônimo, lançado em 2009. A Reversi já mostrava nesse primeiro trabalho as influências contundentes de estilos como grunge, progressivo e experimental, alinhavados pelo rock clássico.
Revengin - Symphonic Metal
País: Brasil – Rio de Janeiro
Formada em 2008, a banda Reversonica,conta com integrantes que ja vieram de longas caminhadas musicais.
O vocalista Rafael Kendi,tocou por 2 anos em bares de São Paulo,e já se apresentou no centro de Seattle,WA.
Mortarium é uma banda feminina de Doom Metal, formada em 2008 por Tainá Domingues e Julie Sousa, na cidade do Rio de Janeiro.
Gênero: Progressive Metal
Lançamento:2011
País: Brasil
Sao jose do rio preto
BANDA "CABEÇA ROOTS CORE" 

BANDA RECÉM FORMADA EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, COM A PROPOSTA DE RESGATAR RAIZES DO HARDCORE OLD SCHOOL,
HARDCORE DE RUA COMO É CONHECIDO AQUI NO BRASIL, COM LETRAS POSITIVAS E SOM PESADO COM INFLUÊNCIAS DO RAPCORE A
BANDA VEM INOVANDO O CENÁRIO HARDCORE UNDERGROUND NO INTERIOR PAULISTA. AS BANDAS QUE INFLUENCIAM O SOM DA CABEÇA ROOTS CORE
SÃO: TRETA HC, PENSE, SANGUE INOCENTE, AGNOSTIC FRONT, HATEBREED E CRACKDOWN.
SITE: http://soundcloud.com/cabecarootscore
CONTATO (17) 8810-4370 - Lucas Ferreira
SkullsOnFire – Thrash Metal
Goiânia/GO - Brasil
Decifra me é uma banda de Metal Sinfônico criada em abril de 2006 pelo baixista e compositor Allan Gil, originária do Rio de Janeiro na cidade de Duque de Caxias - Baixada Fluminense.
A banda Motel à Vista nasceu em 2010. As influências da banda agregam o blues, o rock clássico e o punk clássico, tendo como expoentes internacionais Muddy Waters, Rolling Stones e Ramones e os nacionais Camisa de Vênus, Ultraje à Rigor e Velhas Virgens. A banda toca com malícia o seu “pornô rock”.
anda de Catanduva de Rock Alternativo, foi fundada em 2009 por Rafaela, Nikolas e Jéssica. Lucas e Abu ingressam na banda logo depois. Nikolas deixou a banda em 2010, dando espaço pra Leonardo Pato.Pato deixou a banda em 2011 para a entrada de Thaís Cardozo. Banda não segue uma linha sonora, sempre procura inovar, criar o próprio som.

Integrantes:
Rafaela (voz)
Jéssica e Thais (guitarras)
Abu (baixo) e Lucta aeeeee e Lucas (bateria) fazem parte da atual formação. 

A Banda JackBalla's Formou-se no mês de julho, no ano de 2009 na cidade de São João de Meriti - Rio de Janeiro, quando Diogo Murras (Voz e Guitarra) reuniu três amigos: Bruno Site (Guitarra),Eduardo Gomez (Contrabaixo) e Felipe Bonomo (Bateria) para dar início a um novo projeto musical.
Formada em 2009, a banda M.U.T.E tem como proposta não rotular suas músicas e tão pouco sua postura dentro do cenário rock. Hardcore, rap, metal, punk rock ou grunge, quem se importa? Musica consciente, sem fronteiras, visando a diversão sob todos os aspectos é o que realmente tem valor!
AXIOMA foi formada no ano de 2006 em São Paulo capital e se encontra na divulgação pelo Brasil do CD "Revolução - O Início da Loucura" (2010), com influências do rock da década de 80 e o peso das guitarras do Novo Metal, composto de músicas ousadas e letras provocativas.
Somos a banda ANDRANJOS de Petrolina-PE. 07 anos de estrada. Shows em varias cidades do nordeste
(Palco do Rock Salvador - BA 2010, Festival Conexão VIVO 2010 Juazeiro-BA, Grito Rock - Floresta/PE, entre varios outros)
Estaremos lançando nosso 2º disco agora em 2012.